fbpx
preloder
My Post Copy 5 3
My Post Copy 5 4

8 BOAS RAZÕES PARA TER UM WEBSITE. JÁ!

Teresa Santos
Digital Martketing Mentor


teresa.santos@tgs-marketing.pt

Vamos direitinhos ao assunto: NEM PENSE EM NÃO TER um website para o seu negócio!

E, mesmo tendo sido “curta e grossa” na minha afirmação aqui em cima, vou deixar-lhe 8 bons motivos para pensar nisso. Apesar de numerados, a ordem é aleatória, porque a enorme importância de qualquer deles faz com que seja irrelevante ordená-los.

  1. Quem não está online, não existe!

Considero que o website é um dos quatro pilares fundamentais do Marketing Digital – é a nossa “sede” no mundo digital. Até porque ninguém quer comprar nada a uma empresa “fantasma”, e mesmo quando descobrimos um produto no mundo offline (num flyer, ou através de um amigo, por exemplo) ou numa rede social, queremos saber mais sobre quem o vende: quem é a empresa, onde está, o que faz…

E depois, dá nisto: “Hummm! Será que é uma empresa à seria?! Nem tem um website!”, pensarão os consumidores. Vamos evitar tais ilações!

  1. É fácil, é barato e dá milhões!

Bom… a parte dos milhões não garanto assim, de forma literal. Mas que terá uma nova porta de entrada para vender mais, é um facto. E que é fácil e barato, são outros dois factos.

Hoje em dia, um website com um ar muitíssimo profissional, até pode ser construído por si. Não é preciso ser webdesigner ou saber de código para construir um website. Por outro lado não tem de investir nenhum balúrdio incalculável! Repare: se for feito por si, poderá custar-lhe apenas o preço anual do domínio+alojamento (o que poderá significar um investimento de pouco mais de vinte e cinco euros). O restante é trabalho, alguma dedicação, et… voilá!  Por outro lado, se for feito por um profissional, o preço vai depender da complexidade do projecto.

Depois, é só ver o seu negócio prosperar!

  1. Os produtos “mais frescos”!

Parece uma frase de um supermercado! Eu sei. Mas o que quero dizer é que tendo um website, terá maior facilidade em divulgar sempre as últimas novidades. Em dois cliques pode actualizar o seu catálogo de produtos ou serviços, ou actualizar o seu portfólio com os mais recentes casos de sucesso. Pode divulgar as últimas notícias e iniciativas. Muito melhor que o tradicional flyer, ou catálogo impresso, que não poderia alterar assim!

Ainda por cima, também com um par de cliques, podem ser partilhados pelos seus seguidores que o ajudarão na divulgação!… mas sobre isso falamos já a seguir!

  1. Para lá da sua rua!

O revivalismo na comunicação dos nossos dias trouxe-nos os “tudo do bairro” e os “negócio da esquina”. Conceitos que apelam ao renascimento do tradicional.

Mas a verdade – que já nem é novidade nenhuma – é que mesmo um conceito tradicional pode ir muito para lá da sua rua, da esquina, ou do bairro. A tecnologia trouxe-nos a oportunidade de derrubar barreiras físicas e de atrair clientes dos quatro cantos do mundo. Portanto, não podemos desperdiçá-la! E ainda podemos beneficiar do passa palavra à escala global: conjugando o website ou o e-commerce com as redes sociais, potenciamos ainda mais o alcance dos nossos conteúdos.

  1. Always “On

Horário de funcionamento? Onde é que isso já vai!

Até porque os clientes que querem saber o preço daquele produto, querem sabê-lo já! Sejam lá três da tarde, ou quatro da manhã! Ou ainda acredita que alguém está disposto a esperar um par de horas para ter uma informação sobre um produto? E que lhe vai telefonar no dia seguinte, para pedir uma caixinha daquele creme maravilha, que o primo do vizinho disse que você vende? ESQUEÇA!

Ter um website (e, se possível, uma loja online), integrado com páginas nas redes sociais e outras presenças digitais do género, é que vai garantir que você está lá quando é realmente preciso! Com a informação e/ou o produto sempre disponível… na mágica fórmula 24/7/365. Always “On”.

  1. Clientes mais satisfeitos e melhor informados

Quantas vezes atende o telefone apenas para responder a perguntas simples, como “posso devolver o produto X?”, “como cancelo uma encomenda”?, “tenho direito ao desconto Y?”

Eu sei. E também não irá acabar com 100% destes telefonemas. Mas, o certo é que pode melhorar o serviço aos seus clientes, ao mesmo tempo que os “educa”, disponibilizando-lhes informação, apoio e páginas de suporte dentro do seu website (como por exemplo uma página de FAQ,s, ou um “assistente virtual”, etc.).

  1. Sempre a aprender!

Dizem os entendidos que para ter sucesso é preciso conhecer o mercado! Eu subscrevo a 200%. E não basta conhecer pessoalmente o Sr. Zé, cliente de tantos anos. Conhecer o mercado é conhecer todos os Srs. Zé’s… e também todos os outros clientes e potenciais clientes. É pegar nos números e informações que temos à mão e percebê-los, para tomar decisões fundamentadas.

Ter um website pode ajudar tanto! Além de toda a preciosa informação de vendas (mais ainda no caso de ser um e-commerce), as estatísticas de um website ensinam-nos permanentemente coisas sobre o nosso mercado – Podemos saber quem nos visita, de onde vem, quanto tempo fica. Como utiliza o nosso website. Quais as horas de pico (em que temos mais visitantes). Quais dos nossos produtos ou artigos recebem mais cliques. Podemos, inclusivamente, relembrar a nossa existência a quem já visitou a nossa página. Ou activar promoções para determinados grupos de visitantes. Enfim… podemos conhecer cada vez melhor o nosso mercado. Porque a informação vale ouro!

  1. Namorar, namorar, namorar

Já se perguntou o que nos faz repetir vezes sem conta o restaurante de que mais gostamos? Ou o porquê de ouvirmos sempre tão atentamente as histórias daquele velho amigo? Sim, é porque gostamos. Porque nos interessa. Porque nos identificamos e nos faz sentir bem.

Manter um cliente é como manter um casamento: se não namorarmos muito, o encanto acaba-se! E… Puf! Quando notamos, o cliente está noutra (sim, como acontece com o amor que não é “regado”).

É por isso que defendo que um website é uma das melhores ferramentas para “namorar o cliente”. Aposte na qualidade do design, na facilidade de utilização, mas também em conteúdos relevantes e em publicações regulares, e vá assim “alimentando” esse namoro todos os dias. Depois, partilhe-o com o mundo, através das redes sociais. Ou seja, faça o seu visitante querer voltar e querer segui-lo. Inclua um blog, aposte no vídeo, disponibilize ajuda, dicas, tutoriais…

Em suma, mantenha acesa a chama! Nós, marketers, chamamos-lhe Marketing de Conteúdo!

 

OK. Leu até aqui. Portanto, das duas uma:

Ou já tem um website e está agora num momento introspectivo, a pensar se está ou não tudo bem, e se tem ou não de ir dar uma olhadela e afinar umas agulhas.

Ou está a pensar por MÃOS À OBRA!

Pois bem! Seja um website criado por si, ou encomendado a especialistas, não perca mais tempo.

A tarefa é para JÁ!

COMENTÁRIOS

TAMBÉM VAI GOSTAR